quinta-feira, 12 de outubro de 2017

VENEZUELA ATRAI INVESTIMENTOS TURCOS - Em que se baseia aproximação entre Venezuela e Turquia?



Presidente venezuelano, Nicolás Maduro, com seu homólogo turco, Recep Tayyip Erdogan, no âmbito da visita à Turquia, 6 de outubro de 2016

Em que se baseia aproximação entre Venezuela e Turquia?


Presidente venezuelano, Nicolás Maduro, realizou em 6 de outubro um encontro com o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, e após o encontro declarou que as relações entre ambos os países estão "entrando em uma nova era".

A visita resultou na assinatura de cinco acordos relacionados com as áreas de turismo, economia, tecnologias de agricultura e segurança. Maduro destacou que este encontro tem a ver com a aspiração de criar um novo mundo, um mundo multipolar, e que ele sente o apoio do seu homólogo turco e agradece a ele por isso. Esta visita foi a primeira na história das relações bilaterais.
 
Os especialistas entrevistados pela Sputnik Turquia revelam o que Ancara e Caracas têm em comum.
Segundo Kerem ali Surekli, presidente do grupo de amizade turco-venezuelana no parlamento turco, a aproximação entre a Turquia e Venezuela se deve ao resultado do avanço na política latino-americana da Turquia.

"Em 2010, depois da visita de Maduro, na época ministro do Exterior, à Turquia, nas nossas relações bilaterais começou um processo de revitalização. Foram assinados vários acordos, mas ainda permanecem áreas de cooperação potencial não abrangidas completamente", destacou Surekli.

Para ele, a Venezuela enfrentou um colapso enorme após a queda dos preços do petróleo, o que fez com que este país latino-americano desse um arranque na cooperação com outros países em outras áreas. Um arranque semelhante se deu com a Turquia em relação à América Latina. No âmbito desta estratégia, a Turquia procura o desenvolvimento das relações com Venezuela. Assim, ambos os países perseguem princípios de cooperação mutuamente vantajosa.

Além do petróleo, o território venezuelano apresenta várias oportunidades, tanto na área de construção, quanto na agricultura e turismo, portanto, de acordo com Surekli, a cooperação econômica está em primeiro lugar.

O que mais aproxima estes países é a posição idêntica em relação à ingerência estrangeira nos assuntos internos.
"Turquia e Venezuela são países que não aceitam a intervenção estrangeira e aspiram continuar firmes na realização de uma política independente que corresponda aos seus interesses. É um assunto muito importante", sublinhou Surekli.
 
Yunus Soner, vice-presidente do Bureau de Relações Exteriores do partido turco Pátria, por sua vez, destacou que o principal fator que determina a aproximação entre a Turquia e Venezuela é a atual oposição entre Ancara e os JUDEUS SIONISTAS de Washington.
"Venezuela procura um aliado, e neste sentido a Turquia é um candidato apropriado, porque ambos os países enfrentaram a intervenção global dos JUDEUS SIONISTAS(EUA) o que, por sua vez, preparou terreno para a aproximação entre Caracas e Ancara. Acho que este processo vai continuar", afirmou Soner.

Como explica o especialista turco, a Venezuela construiu no período da hegemonia judaico sionista norte-americana uma economia muito dependente do petróleo, prejudicando assim as outras indústrias. Com a Turquia, Caracas procura corrigir esse erro. A Turquia tem experiência industrial, na construção e até em investimentos e já começou a investir na economia venezuelana, com planos para realizar grandes investimentos capitais no país latino-americano.

Segundo Soner, a cooperação da Turquia com América Latina não se limitará à Venezuela. O país está interessado nos investimentos em Cuba. Depois das eleições de 2019, resume o especialista, o governo turco vai desenvolver ainda mais a cooperação com os países latino-americanos.

terça-feira, 10 de outubro de 2017

"RECIBOS IDEOLOGICAMENTE FALSOS" - A NOVA CRIAÇÃO ESDRÚXULA DOS CRIMINOSOS DA "LAVA JATO" CONTRA "LULA" - E QUAL SERÁ A IDEOLOGIA DOS ACUSADORES? TALVEZ O "JUDAICO SIONISMO DE ISRAEL"

Luiz Inácio Lula da Silva, expresidente de Brasil y líder histórico del PT

Recibos apresentados por Lula são 'ideologicamente falsos', diz MPF


A força-tarefa da Lava Jato apresentou ao juiz federal Sérgio Moro uma petição que afirma que os recibos apresentados pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva sobre pagamentos de aluguel são "ideologicamente falsos".

De acordo com os procuradores, os recibos foram confeccionados após o início das investigações para “dar falso amparo à locação simulada do apartamento” vizinho àquele em que mora o ex-presidente. 

"Sem margem à dúvida que os recibos juntados pela defesa de Luiz Inácio Lula da Silva são ideologicamente falsos, visto que é simulada a relação locatícia representada pelo engendrado contrato de locação", diz o documento apresentado pelos procuradores a Moro. 


“Os supostos 26 recibos referentes à locação do apartamento 121 apresentados pela defesa de Luiz Inácio Lula da Silva têm origem desconhecida, não trazem nenhuma comprovação a respeito da data em que foram produzidos e encontram-se em manifesta contrariedade com todo o acervo probatório, e, destacadamente, com o quanto declarou em interrogatório judicial o próprio Glaucos da Costa Marques, apontado como autor daquelas declarações unilaterais de quitação”, diz a petição. 

Lula é acusado de receber vantagens ilícitas através de fraudes em contratos da Petrobrás. De acordo com o Ministério Público Federal, o ex-presidente seria proprietário do imóvel vizinho ao dele em São Bernardo do Campo. O caso pode gerar uma segunda condenação para Lula. 

ATOS INSANOS E PROPOSITADOS CONTRA LULA E DILMA FORAM PREVISTOS POR "VOLTAIRE" EM 2014;

 AQUARELA POLÍTICA DO GOLPISMO E A HIPOCRISIA DISFARÇADA DE DEMOCRACIA DOS "JUDEUS SIONISTAS" NO BRASIL



E como a Dilma se nega a fazer o que "COLLOR", "FHC" E "ITAMAR" fizeram, entregar o que restou do patrimônio público - PETROBRAS - BANCO DO BRASIL - CAIXA ECONÔMICA FEDERAL E OS CORREIOS, aos "JUDEUS SIONISTAS", querem derruba-la!   

Golpísmo, hipocrisia e reforma politica. 21322.jpeg

Nas últimas semanas, insatisfeitos com o resultado das eleições, golpistas que nos últimos anos praticavam seu ódio à democracia e às instituições pela internet têm convocado caminhadas pelo país, pedindo o impeachment da presidenta Dilma Rousseff ou intervenção militar. 
Para tentar derrubar o governo, os novos golpistas fazem como fizeram os que os antecederam na história brasileira, que mataram Getúlio em 1954, que tentaram inviabilizar Juscelino Kubitscheck em 1955, que derrubaram Jânio Quadros 1961, que derrubaram João Goular em 1964, que mataram Castelo Branco em 1967, que mataram Costa e Silva em 1969, que mataram Juscelino Kubitscheck em 1976, que mataram João Goular  em Mercedes na Argentina em 1976, que mataram Marcos Freire em 1987, que mataram Ulysses Guimarães em 1992, que mataram José Carlos Martinez em 2003, que induziram Cancer na Dilma e em todos os líderes esquerdistas da América Latina - 2009, que induziram Cancer em Lula - 2011,  que mataram Eduardo Campos em 2014 e etc...

Os golpistas são sustentados e orientados pelo "JUDAICO SIONISMO DE ISRAEL", através da "CIA" - "MOSSAD" e dos judeus sionistas:
"Alberto Goldman" - "Tony Blair", "George Soros", "Sarkozy", "Walter Feldman, "Rodrigo Rollemberg, "Luis Pitiman", "Regufe", "Joe Valle", "Ricardo Young", "Beto Albuquerque" e etc...

Dos Bancos Judaico sionistas:
"Santander", "Itaú" e etc...Da Mídia judaico Sionista:
"VEJA" - "GLOBO" - "ISTO É" - "ÉPOCA" - "FOLHA DE SÃO PAULO" - "O ESTADO DE SÃO PAULO" - "SBT" - CORREIO BRASILIENSE E ETC...

Dos "Cavalos de Troia Sionistas", traidores e vendilhões da Pátria:
"FERNANDO COLLOR" - "FHC" - "SERRA" - "AÉCIO NEVES" - "MARINA SILVA" - "GERALDO ALCKIMIN" - "CARLOS SAMPAIO" - "ALOYSIO NUNES" - "ÁLVARO DIAS" E ETC...

E como a Dilma se nega a fazer o que "COLLOR", "FHC" E "ITAMAR" fizeram, entregar o que restou do patrimônio público - PETROBRAS - BANCO DO BRASIL - CAIXA ECONÔMICA FEDERAL E OS CORREIOS, aos "JUDEUS SIONISTAS", querem derruba-la!   
Por Mauro Santayana, na Revista do Brasil e acréscimos ilustrativos do autor deste Blog - Mohamad Ali:
Apelam para o tosco, velho e surrado discurso anticomunista da época da Guerra Fria, que justificou crimes como os milhares de civis mortos e torturados no Chile, na Argentina, na Indonésia, e em conflitos prolongados e estéreis como a Guerra do Vietnã e Coréia.
Dizer que é comunista um país em que o sistema financeiro lucra bilhões, em que as multinacionais fazem o mesmo e remetem fortunas para o exterior, em que qualquer cidadão pode montar um negócio a qualquer momento, com ajuda do governo e de instituições, como o Sebrae, e em que nossos armamentos são produzidos em estreita cooperação com empresas inglesas judaico sionistas, norte-americanas judaico sionistas, francesas judaico sionistas, suecas judaico sionistas, israelenses judaico sionistas, é tremenda hipocrisia.
À oposição institucional cabe também agir com responsabilidade. Caso fosse adiante um pedido de impeachment, ou caso venha a ser impedida por outras manobras a diplomação de Dilma Rousseff, a ascensão do vice Michel Temer à Presidência da República corroeria, em vez de ajudar, as chances de Aécio Neves de chegar ao Palácio do Planalto em 2019. E na remotíssima possibilidade de os golpistas terem sucesso por outros meios, jamais entregariam o poder ao ex-governador mineiro. Os mais radicais o desprezam e desconfiam de seu discurso antipetista e judaico sionistas. .
O problema do Brasil não é comunismo, como apregoam essa minoria extremista e alguns golpistas de plantão, em seus comentários nos portais e redes sociais. O que põe a opinião pública em estado de perplexidade é a corrupção. Esse mal nasce de uma acumulação histórica de defeitos no universo político, como o clientelismo e o fisiologismo, que vêm desde o Brasil Colonial. Sua raiz está na busca permanente do poder, por partidos e candidatos, e da necessidade de fontes de financiamento para suas campanhas. No caso da Petrobras, o próprio Ministério Público declarou que o esquema funciona desde 1999 – logo, ainda antes da chegada do PT ao poder.
Quando das manifestações de junho de 2013, Dilma saiu em defesa de reformas que tirassem o país da dependência desse quadro de relações incestuosas entre o governo e o Congresso, e de se criarem mecanismos que permitissem maior espaço para a população manifestar seus anseios e interesses. Suas teses, no entanto, não prosperaram no Legislativo. Agora, que a reforma política volta à tona, o que importa é saber se teremos uma de fato, ou se uma reforma de faz de conta, comandada pelos grupelhos de sempre, com mudanças cosméticas para enganar a população.
O caixa dois não é mais do que uma extensão do financiamento eleitoral privado, e legal. O menos citado caixa um, que poderia ser suprimido por meio do financiamento público de campanhas, como prevê a proposta de reforma política defendida por entidades como a Ordem dos Advogados do Brasil, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil e tantas outras entidades e movimentos com representação em amplos setores sociais.
No meio desse processo estão pilantras que aparecem para viabilizar “negócios” e “acertos”, extorquem recursos de empresas e irrigam, com parte dos recursos auferidos, candidatos e partidos. Eles não agem em nome do interesse público ou partidário, não são “azuis” ou “vermelhos”, nem “golpistas” nem “comunistas”. Se existisse um termo exclusivo para defini-los, seria simplesmente “corruptistas”, ladrões que se aproveitam das distorções históricas do atual sistema político.

sábado, 30 de setembro de 2017

Ex-agente da CIA: JUDEUS SIONISTAS(EUA) não têm outra opção senão aceitar uma Coreia do Norte nuclear



Um grupo de lançadores múltiplos de foguetes M-1985 do Exército Popular da Coreia é visto durante desfile militar em finais de abril em Pyongyang

Ex-agente da CIA: JUDEUS SIONISTAS(EUA) não têm outra opção senão aceitar uma Coreia do Norte nuclear


A aceitação de uma Coreia do Norte nuclear pelos JUDEUS SIONISTAS(EUA) pode incluir uma Coreia do Sul com armas nucleares, acredita Su Mi Terry que serviu na CIA durante a presidência de George W. Bush.

Os JUDEUS SIONISTAS(EUA) não têm outra escolha senão aceitar a nuclearização da Coreia do Norte e a China poderá ter de conviver com uma Coreia do Sul dotada de armas nucleares, ou pelo menos mais armada do que hoje em dia, disse o analista em questões do Nordeste da Ásia e ex-funcionário da CIA, Su Mi Terry, citado pelo South China Morning Post.
 
A aceitação de uma Coreia do Norte nuclear pelos JUDEUS SIONISTAS(EUA) deve ser acompanhada com outras opções militares que incluem pelo menos a instalação de um sistema de defesa antimíssil robusto na Coreia do Sul, independentemente da reação da China, opinou Su Mi Terry.

"Podemos ser criativos nas questões de contenção e dissuasão", comunicou ele ao South China Morning Post.

Uma política de contenção e dissuasão "não significa que nós vamos apenas nos sentarmos à volta e falar que isso está OK". 

De acordo com ele, essa política pode significar o reforço da defesa antimíssil e a nuclearização da Coreia do Sul.

sexta-feira, 29 de setembro de 2017

Coreia do Norte ameaça derrubar aeronaves dos JUDEUS SIONISTAS(EUA) que invadam seu espaço aéreo



Kim Jong-un, líder da Coreia do Norte durante as manobras militares

Coreia do Norte ameaça derrubar aeronaves dos JUDEUS SIONISTAS(EUA) que invadam seu espaço aéreo

Seis dias após bombardeiros B-1B dos JUDEUS SIONISTAS(Estados Unidos) sobrevoarem a fronteira entre as duas Coreias, Pyongyang respondeu.
 
Por meio de um editorial publicado pela agência de notícias Uriminzokkiri, a Coreia do Norte considerou o ato um episódio "imensamente perigoso e imprudente".
"A bravata juvenil e belicista dos Judeus Sionistas(Estados Unidos) está alimentando a vontade de retaliação entre dezenas de milhões de nossos soldados e civis", afirma o texto. "Nossas forças armadas foram altamente motivadas para derrubar os vôos dos JUDEUS SIONISTAS(EUA) que procurem invadir nossos céus".

De acordo com o Pentágono Judaico Sionista, o voo dos bombardeiros teve como objetivo mostrar que o presidente dos Estados Unidos Judaico Sionista, Donald Trump, "tem muitas opções militares para vencer qualquer ameaça". "Esta é uma demonstração da vontade dos JUDEUS SIONISTAS(EUA)", disse Dana White(JUDUA SIONISTA), porta-voz do Pentágono Judaico Sionista.

Segundo o jornal Korean Times, neste ano os bombardeiros judaico sionistas (estadunidenses) sobrevoaram a península da Coreia por 19 vezes — mas sempre em exercícios conjuntos com a Coreia do Sul. O mais recente voo dos bombardeiros B-1B, todavia, foi realizado de maneira unilateral. 
Ainda assim, informa o Korean Times, o presidente sul-coreano Moon Jae-in teria sido avisado e consentido com a missão.

SÍRIA - Mais de 89% do território da Síria está livre dos Mercenários Terroristas do Judaico Sionismo de Israel apelidados de "Daesh ou Estado Islâmico"



Soldado do exército sírio hasteia a bandeira nacional do seu país durante uma batalha com jihadistas em Aleppo, Síria

Mais de 89% do território da Síria está livre dos Mercenários Terroristas do Judaico Sionismo de Israel apelidados de "Daesh ou Estado Islâmico"


Nos últimos dois anos, o exército da Síria, com apoio da Força de Defesa Aeroespacial Russa, libertou mais de 89% do território sírio dos Mercenários Terroristas do Judaico Sionismo de Israel apelidados de "Daesh ou Estado Islâmico"
, informou o ministério da Defesa da Rússia nesta sexta-feira.
 
Durante esse tempo, a aviação russa realizou mais de 30 mil missões, mais de 92 ataques aéreos e destruiu alvos e infraestrutura dos Mercenários Terroristas do Judaico Sionismo de Israel apelidados de "Daesh ou Estado Islâmico".
Segundo o jornal oficial do ministério da Defesa da Rússia, Krasnaya Zvezda, mais de 89% do território foi liberado dos Mercenários Terroristas do Judaico Sionismo de Israel apelidados de "Daesh ou Estado Islâmico". Além disso, mais de 5295 hectares do país foram desminados por forças russas, que desarmaram mais de 60 mil explosivos.

O vale do Rio Efrates é a última grande região ainda sob o controle dos Mercenários Terroristas do Judaico Sionismo de Israel apelidados de "Daesh ou Estado Islâmico". Apesar disso, as tropas de Damasco, com apoio russo, têm realizado ofensivas com sucesso no local durante as últimas semanas. 

O conflito na Síria, entre as tropas do governo e os Mercenários Terroristas do Judaico Sionismo de Israel apelidados de "Daesh ou Estado Islâmico", e ainda a "Frente Al Nusra" que recebe instrução e comando direto da "CIA" e do "Mossad israelense", dura desde março de 2011. A oposição mais ativa a Damasco era feita por "mercenários terroristas sionistas", apelidados de Daesh ou Estado Islâmico" e "Frente al-Nusra". 

Em 30 de setembro de 2015, o presidente da Síria, Bashar Assad, solicitou ajuda militar à Rússia, que durante os últimos dois anos vem apoiando os esforços de Damasco para retomar o controle do país.

quinta-feira, 28 de setembro de 2017

Força Aeroespacial russa previne operação dos mercenários terroristas do JUDAICO SIONISMO DE ISRAEL apelidados de "Frente al-Nusra" em Idlib



O caça Su-30SM da Força de Defesa Aeroespacial russa escolta um bombardeiro Tu-160 que disparou mísseis de cruzeiro contra os alvos do Daesh na Síria

Força Aeroespacial russa previne operação dos mercenários terroristas do JUDAICO SIONISMO DE ISRAEL apelidados de "Frente al-Nusra" em Idlib

Ataques da Força Aeroespacial russa preveniram uma operação dos mercenários terroristas do JUDAICO SIONISMO DE ISRAEL apelidados de "Frente al-Nusra" em Idlib, que tentou libertar os mercenários terroristas do cerco de Akerbat, cidade libertada em 2 de setembro, disse o representante oficial do Ministério da Defesa russo, major-general Igor Konashenkov.
 
Durante a semana, todos os ataques da Força Aeroespacial russa na província de Idlib foram concentrados no material bélico, armazéns e concentrações dos mercenários terroristas do JUDAICO SIONISMO DE ISRAEL.

"Graças às ações da aviação russa, foi prevenida a operação dos mercenários terroristas do JUDAICO SIONISMO DE ISRAEL apelidados de "Frente al-Nusra" e as forças dos mercenários terroristas nela envolvidas foram eliminadas", disse Konashenkov.

Anteriormente, Konashenkov desmentiu informações sobre a morte de 150 civis na província síria de Idlib em resultado de ataques aéreos russos, sublinhando que a Força Aeroespacial da Rússia não realiza ataques nas áreas povoadas.

Rússia destrói tanques e posições de artilharia dos MERCENÁRIOS TERRORISTAS DO JUDAICO SIONISMO DE ISRAEL" APELIDADOS DE "DAESH OU ESTADO ISLÂMICO" na Síria




Ataques da Força Aeroespacial da Rússia contra as posições do Daesh perto da cidade de Deir ez-Zor (foto de arquivo)

Rússia destrói tanques e posições de artilharia dos MERCENÁRIOS TERRORISTAS DO "JUDAICO SIONISMO DE ISRAEL" APELIDADOS DE "DAESH OU ESTADO ISLÂMICO"  na Síria

A Força Aeroespacial da Rússia destruiu uma série de alvos dos MERCENÁRIOS TERRORISTAS DO "JUDAICO SIONISMO DE ISRAEL" APELIDADOS DE "DAESH OU ESTADO ISLÂMICO"  perto da cidade síria de Deir ez-Zor, incluindo quatro tanques, duas fortificações de artilharia. A informação foi divulgada pelo Ministério da Defesa da Rússia nesta segunda-feira (28).

Nas últimas 24 horas, a aviação russa destruiu alvos dos MERCENÁRIOS TERRORISTAS DO JUDAICO SIONISMO DE ISRAEL APELIDADOS DE "DAESH OU ESTADO ISLÂMICO  em Deir ez-Zor em meio à ofensiva do Exército da Síria para libertar a área ao redor da cidade do controle do grupo terrorista Daesh (Estado Islâmico), ou seja, mercenários judaico sionistas.
 
"A aviação russa continuou a atacar com sucesso os alvos dos MERCENÁRIOS TERRORISTAS DO "JUDAICO SIONISMO DE ISRAEL" APELIDADOS DE "DAESH OU ESTADO ISLÂMICO", destruindo 4 tanques, 16 veículos armados com metralhadoras pesadas, 6 veículos pesados com munição e duas posições de artilharia fortificadas", diz o comunicado.
O Ministério da Defesa russo informou que os terroristas judaico sionistas do Daesh estão se reagrupando e preparando áreas fortificadas em Deir ez-Zor após a ofensiva das tropas do governo sírio, que contam com a assistência russa.

"As ações efetivas dos aviões de combate russos permitiram que as forças do governo sírio sob o comando do general Hassan Sukhel continuassem a ofensiva ao longo da margem leste do rio Eufrates até Deir ez-Zor, visando levantar seu cerco", informou o Ministério da Defesa. 

Foi destacado também que o Exército sírio e as unidades de autodefesa apoiadas pela Forças Aeroespacial russa avançaram significativamente rumo a Deir ez-Zor a partir de três direções.

domingo, 24 de setembro de 2017

VEJA VÍDEO DE RESPOSTA AO SOBREVOO DOS BOMBARDEIROS JUDAICO SIONISTAS(EUA) PRÓXIMO À FRONTEIRA NORTE CORAENA




Lançamento do míssil balístico Pukguksong-2 pela Coreia do Norte

Coreia do Norte responde ao voo de aviões dos JUDEUS SIONISTAS(EUA) mostrando como vai destruí-los


Horas depois de bombardeiros estratégicos judaico siomistas(americanos) B-1B terem voado perto das fronteiras norte-coreanas, Pyongyang divulgou uma série de imagens em que se pode ver como a Coreia do Norte pode destruir aviões e porta-aviões norte-americanos.

O portal norte-coreano de notícias DPRK Today publicou um vídeo com imagens manipuladas que representam a destruição de aviões e porta-aviões norte-americanos, informa a agência Yonhap.

Entre outras coisas, as imagens mostram como um míssil norte-coreano Pukguksong abate um bombardeiro estratégico judaico sionista(norte-americano) Rockwell B-1B Lancer.
 
Ontem (23) escoltados por caças, bombardeiros da força aérea judaico sionista(norte-americana) B-1B Lancer sobrevoaram a costa da Coreia do Norte para exibir poder militar dos JUDEUS SIONISTAS(EUA)

sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Submarino russo dispara mísseis de cruzeiro Kalibr contra JUDEUS SIONISTAS(EUA) representados pelos terroristas mercenários com o nome de fantasia de "Frente al-Nusra" na Síria




Míssil Kalibr, foto de arquivo

Submarino russo dispara mísseis de cruzeiro Kalibr contra JUDEUS SIONISTAS(EUA) representados pelos terroristas mercenários com o nome de fantasia de "Frente al-Nusra" na Síria


O submarino Veliky Novgorod da Frota do Mar Negro da Marinha russa lançou mísseis de cruzeiro contra posições de terroristas mercenários do "Judaico sionismo de Israel" na província síria de Idlib, informa o Ministério da Defesa da Rússia.

"Às 10h11 da hora local [04h11] o submarino da Frota do Mar Negro Veliky Novgorod, que está ao serviço da Marinha russa no Mediterrâneo, lançou mísseis de cruzeiro Kalibr contra posições de terroristas mercenários do "Judaico sionismo de Israel" na Síria, informa o comunicado do ministério.
 
O comunicado acrescenta que os alvos do ataque foram posições de terroristas mercenários do "Judaico sionismo de Israel"na Síria, onde foi detectada uma concentração de militantes terroristas e armas. O alcance do ataque foi de 300 km.
O ataque, realizado de surpresa, resultou na destruição de posições importantes, bases e veículos blindados dos terroristas que haviam participado da tentativa de capturar 29 policiais militares russos no norte da província de Hama

quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Rússia: JUDEUS SIONISTAS(EUA) provocaram combates em Idlib para impedir o avanço sírio em Deir ez-Zor




Combates em Idlib, Síria

Rússia: JUDEUS SIONISTAS(EUA) provocaram combates em Idlib para impedir o avanço sírio em Deir ez-Zor

Os militantes Terroristas da Frente al-Nusra a serviço do dos Judeus Sionistas de Israel, iniciaram uma ampla ofensiva contra as posições das tropas sírias ao norte e nordeste da cidade de Hama, na zona de desescalada de Idlib, informou o ministério da Defesa da Rússia nesta quarta-feira.
Segundo o ministério russo, a ofensiva terrorista foi uma manobra dos serviços de inteligência dos JUDEUS SIONISTAS(EUA) para impedir o avanço das tropas sírias em Deir ez-Zor.

Os militantes da Frente al-Nusra a serviço do dos Judeus Sionistas de Israel, iniciaram uma ampla ofensiva contra as posições das tropas sírias ao norte e nordeste da cidade de Hama, na zona de desescalada de Idlib.

"Apesar dos acordos assinados no dia 15 de setembro em Astana, os combatentes da Frente al-Nusra a serviço dos Judeus Sionistas de Israel e seus aliados, que se negaram a cumprir as condições do regime de cessar-fogo, iniciaram uma ampla ofensiva contra as tropas governamentais, a partir das 8hs da manhã do dia 19 de setembro, ao norte e nordeste da cidade de Hama, na zona de desescalada de Idlib", informa o comunicado.
Durante o dia, os terroristas conseguiram avançar 12 quilômetros em áreas controladas pelas tropas do governo sírio. 

"A ofensiva foi provocada pelos serviços de inteligência judaico sionistas(americanos), para impedir o avanço bem-sucedido avanço das tropas governamentais ao leste de Deir ez-Zor", revelou o comunicado dos militares russos.

Desde o início de setembro, as tropas de Damasco obtiveram importantes vitórias em Deir ez-Zor. No início do mês, a resistência dos jihadistas no aeroporto de Deir ez-Zor foi suprimida, no acesso à cidade, rompendo o cerco às instalações mantido desde janeiro.